Piada da Madrugada (139)

O guarda, o delegado e o general

O guarda vê um homem estacionando seu carro em local proibido e diz:
— Tire o carro e pare em outro lugar. Não está vendo a placa de “Proibido Estacionar”?
— Estou…
— E então?
— Então… Vá tomar banho!
O guarda algema o indivíduo no ato, e o leva até a delegacia:
— Olha que engraçadinho, delegado. Mandei tirar o carro de um local proibido e ele me mandou tomar banho!
— Ah, é ? — diz o delegado com ironia — E eu? Pra onde você vai mandar?
— Eu vou mandar tomar no cu! — diz o cara.
O delegado fica furioso, dá um bofete no cara e fala:
— Leva para os fundos e põe o vagabundo no pau-de-arara!
O policial leva o homem até uma salinha e o pendura de ponta-cabeça, quando a carteira do cara cai do bolso aberta no chão: “GENERAL DO EXÉRCITO BRASILEIRO”.
Correndo, o guarda volta à sala do delegado e diz:
— Delegado. O homem é general!
— General? Ai, ai, ai… E agora? O que nós vamos fazer?
— Bom, o senhor eu não sei, mas eu vou indo tomar o meu banho…

rodape

Piada da Madrugada (35)

O Homem das apostas

Numa pequena cidade, um homem alto, forte, bonitão, bem vestido, todos os dias fazia suas refeições nos melhores restaurantes, dormia nos melhores hotéis, enfim, parecia um cara muito rico, e todos desconfiavam de seu tipo de vida.
A coisa foi tão longe que, chegou nos ouvidos do Delegado.
O Delegado então o chamou para um pequeno depoimento:
— Dizem que você é rico, vive nos melhores hoteis, restaurantes, sempre bem vestido, afinal, de onde ganhas tanto dinheiro?
o cara respondeu:
— Seu Delegado, eu vivo de apostas e geralmente eu ganho.
— Isso é impossível. Você uma hora tem que perder.
— Vamos fazer um teste?
O Delegado topou em fazer uma aposta.
— Seu Delegado, vamos apostar R$ 500,00 como eu mordo meu olho direito?
— Tá apostado!
Ele tirou o olho de vidro e mordeu.
o Delegado ficou puto da cara.
Seu Delegado, vamos apostar mais R$ 500,00 como eu mordo o meu outro olho?
(o delegado pensou: um é de vidro e outro não pode ser)
— Apostado!
O cara tirou a dentadura e mordeu o outro olho.
O Delegado ficou mais puto ainda.
Então o cara assim para o Delegado:
— Seu Delegado, eu aposto R$ 1.000,00 como o Senhor tem hemorróida.
(o delegado pensou… eu não tenho hemorróida, ele vai perder desta vez)
— O Delegado respondeu:
— Tá apostado!
Então os dois foram para tráz da delegacia, o Delegado tirou a calça e o cara enfiou o dedo no rabo do Delegado, rodando de um lado para o outro e afirmou:
— É, o Senhor realmente não tem hemorróidas!
O Delegado respondeu:
— Então como você vive de apostas… acabou de perder uma…
o cara respondeu:
— Seu Delegado, o senhor está vendo este condomínio ali do lado?
— Estou sim, e daí?
— Pois é, eu apostei com todo mundo daquele prédio, que enfiaria o dedo no cu do Delegado!

rodape